domingo, 27 de julho de 2008

Boas-vindas


Bem-vindos!
Subam a bordo! Mas não desçam, de imediato, para os camarotes. Permaneçam na proa para ver "a banda passar", ou seja, o barco cortando célere as ondas, singrando o mar, ainda que revolto.
Não se importem com o balanço da nave flutuando sobre as águas, nem com o bramido do mar. Isso é a vida!
Naveguemos, pois "navegar é preciso"! Quem não navega, não sai do porto; quem não sai do porto, sucumbe à mesmice imposta por sua própria inércia. Não vê o mundo em evolução e termina, inexoravelmente, se embotando na "aurea mediocritas" ou no "dolce far niente".
Do tombadilho, vamos ver o mundo girar.
Vamos:
- decifrar segredos (para que a esfinge não nos devore);
- desbravar oceanos;
- traduzir o grito das ondas no embate com os rochedos;
- ver o movimento dos atros, as estrelas cadentes;
- conhecer outros portos, outras gentes.
Para tanto, vamos criar e intercambiar idéias, valorizar a vida e disseminar sentimentos puros.
Evoluir é vital! Eis a causa primeira da cibernese universal.
Nesse rítmo evolutivo, veremos "a banda passar... tocando coisas de amor", pois "é doce viver no mar".




P.S.: Ao fim de cada viagem, registrem na "praia dos comentários", suas idéias sobre o que leram, viram ou ouviram no percurso. Gratíssimo pela visita!

5 comentários:

Lud disse...

Ah!!! Primeira a comentar!!!

Gostei do texto inaugural, viu!
E vou esperar anciosa as suas histórias aqui!!!

Até mais! Bem-vindo!!!

Marcelo Xavier disse...

Segundo a comentar!!!
Bem-vindo ao mundo do blog. Parabéns pela iniciativa.

P.S.: Agora eu tenho um sogro blogueiro... (quem diria!)

♥ LídiA ♥ disse...

Registrando meu comentário...

O texto é muito interessante, realmente navegar é essencial para
podermos sair da estagnação que muitas vezes nos encontramos e irmos além do que pensamos poder!

Estarei por aqui sempre, porque afinal, embarquei no Navio Cibernético, e sempre na proa!

Abraços! ^^

Eneida disse...

Vou aprender a "singrar o mar, ainda que revolto", mas com calma pra gente não cair do navio!!!
Já subi a bordo do Navio Cibernético! Amei o texto inicial e vou buscar aqui sempre novos ventos!!!
Abração.

Luh disse...

Adorei o texto inicial!
Vou sempre vizitar esse navio para "ver a banda passar"
beeijos